quinta-feira, 31 de julho de 2014

PEQUI

Fruto estranho, o tal pequi
Em tudo desanima
adentrá-lo, daqui:

A casca dura e grossa,
polpa amarela sebosa.
A quem encanta,
ilude e espanta!

Uma coroa sem rei
protege,  magoa.
É decreto-lei!

Talvez a ema se anime,
a dar cabo num pequi
Pois eu prefiro o sublime
e saboroso caqui!










Nenhum comentário:

Postar um comentário